sequência

De repente a gente sabe que tudo não é tão de repente assim.

 

Uma menina vai devagar e sobe a calçada com cuidado. Coloca o pé direito. Dizem que dá sorte! Depois o pé esquerdo sobe, acompanhando o caminho andado do irmão de passos.

O lado gauche nunca quer acompanhar o caminho trilhado. Fato…

No entanto, é importante ter uma companhia para as noites escuras e sem lua, quando a gente dá passos sem saber onde pisar porque não tem luz. Assim, essa coisa esquerda, que se rebela em pés que sobem depois a calçada, aceita o caminho acompanhado de uma companhia silenciosa. É preciso. Necessário deveras porque sozinho um pé não caminha, apenas salta, deixando de tocar o chão por segundos que podem durar uma vida.

E vai, um pé depois do outro. Um indicando o caminho que o outro deve passar. Tem algo que os une, uma unidade em corpo que se divide em duas partes independentes, que querem coisas diferentes, que seguem por estradas diferentes… em sonho… em caminho de pedras… em vielas líquidas.

Eles tem calos. Partes grossas de pisar em um chão sem forma.

Pé sem molde, que aumenta feito de gigante para esconder a luz do sol de cima das nuvens, que cabe em sapato de moça do oriente quando precisa colorir com bordado vermelho. Pé que cabe em qualquer sapato.

 

E tem hora que esses pés cansam e a menina senta. Respira. Transpira, deixando pingar águas de dentro dos olhos.

 

Esse corpo de uma coisa só bem que podia ser dividido, deixando os dois amantes contrários livres para seguir seus caminhos.

 

Silêncio em si, novamente. Impossível dividir o que é um todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s